Conheça as 7 principais redes sociais para empresas
17 de setembro de 2015
Nutrição de Leads
O que é Nutrição de Leads?
28 de setembro de 2015
Mostrar tudo

11 dicas de como fazer gerenciamento de redes sociais

Gerenciamento de redes sociais

Se você já criou um perfil em uma ou mais das 7 melhores redes sociais para empresas, agora é hora de entender como fazer o gerenciamento de redes sociais de forma que conquiste novos clientes e cative os antigos.

Criar um perfil (ou mais) para sua empresa foi só o primeiro passo.

Para aproveitar ao máximo sua estratégia de social media é necessário conhecer e aplicar as 11 melhores práticas que irá conhecer neste artigo, fazendo com que o investimento obtenha resultados significativos.

Como fazer o gerenciamento de Redes Sociais

Gerenciamento de Redes Sociais: um grande desafio

Se você já tem um perfil de empresa no Facebook, Twitter, Linkedin, Google +, etc, já sabe que fazê-los ser um sucesso não é uma coisa fácil.

Exige que você construa uma imagem adequada com os valores da empresa, elabore conteúdo relevante para seus clientes, tenha uma estratégia de divulgação, mantenha boas relações com os clientes e se torne uma fonte de inspiração para outras pessoas – e até empresas – para encantá-los.

Para ajudar empresas a fazer acontecer, preparamos 11 dicas para que o gerenciamento de redes sociais seja um sucesso, junto com as demais estratégias de marketing digital.

#1 Faça o planejamento do conteúdo

Ao contrário do que muitos pensam, investir em marketing digital não envolve só criar e distribuir qualquer conteúdo relacionado à sua empresa.

É necessário saber pelo que seu público se interessa e ter uma estratégia em acerca desse conteúdo para evitar erros simples. Seguem algumas dicas sobre planejamento de conteúdo no contexto do gerenciamento de redes sociais:

  • Evite usar a rede social apenas para vender – nas redes sociais, é possível escolher o que se vê e o que não se vê no seu feed, e as pessoas normalmente optam por não ver propaganda o tempo todo.
  • Transmita conteúdos interessantes, curiosidades sobre sua empresa, informações sobre a área de atuação e explicações sobre seus produtos ou serviços para leigos – além de ajudar seus clientes, pode tornar alguém interessado na compra.
  • Sua página da empresa não é uma página de humor: é preciso saber ponderar uma imagem que transmita credibilidade com brincadeiras ocasionais e leves, caso o público e a área de atuação da sua empresa permitam.
  • Evite abordar temas polêmicos ou expressar opiniões pessoais no perfil de sua empresa. Não misture suas opiniões e valores com a imagem que sua empresa passa na internet.

Lembre-se: uma vez na internet, para sempre na internet. A partir do momento que for publicado, você não tem mais controle sobre o que vai acontecer.

Isso quer dizer que se você fizer uma publicação que tem respostas péssimas do público, você até pode excluir a postagem, mas outras pessoas podem compartilhar o acontecido através de prints, imagens, comentários e críticas. Tome cuidado com o que publica e as proporções que isso pode atingir.

#2 Conheça seu público alvo

Não apenas com o conteúdo, nas redes sociais a chance de venda também aumenta ou diminui de acordo com o seu nível de conhecimento do seu público-alvo. Entender isso é essencial para garantir resultados positivos.

Para conhecer melhor o seu público-alvo nas redes sociais, se pergunte:

  • Quem são as pessoas que você quer atingir?
  • Em que redes sociais elas estão mais presentes? Você está nessas redes?
  • Como elas se comportam nas redes sociais?
  • Quais os horários que elas mais acessam as redes sociais?
  • Por quais meios (celulares, tablets, computadores pessoais) e de que lugares elas mais acessam as redes sociais?

Dessa forma, é possível traçar um plano mais claro tendo em vista quem você deseja atingir.

#3 Seja pessoal

As redes sociais transmitem uma ideia oculta de “amizade” – veja, por exemplo, como são chamados aqueles que você tem adicionado em quase todas as redes. E não é possível ser amigo de um produto. O que isso quer dizer?

Não apenas venda coisas. Seja amigável e pessoal com as pessoas que te seguem na rede socia.

Ter uma personalidade definida para seu perfil nas redes sociais implica em criar relacionamentos com os clientes e gerar laços e confiabilidade para ambos os lados.

Porém, é necessário cautela. Se sua empresa possui uma característica mais formal offline, não cabe fingir ser “descolado” na internet (com uso de emoticons e gírias, por exemplo). Não construa uma imagem falsa, seja autêntico, tratando as pessoas da forma como lida com elas no mundo offline.

#4 Interaja com o público

Se as pessoas estão te seguindo numa rede social, interaja com elas!

Responda os comentários, tire dúvidas, forneça respostas a perguntas frequentes, enfim, o importante é interagir para criar um relacionamento com clientes e visitantes, fazendo com que se sintam bem recebidos e sempre retornem.

Já é comprovado que empresas que demonstram se preocupar com as dificuldades dos clientes e interagem com eles recebem mais visitas e tem mais finalizações de compra.

horizontal

Ah, não se esqueça de ser amigável e responder de forma objetiva, sem enrolações.

#5 Conheça a concorrência

Assim como nos negócios offline, é preciso saber como a concorrência está atuando nas redes sociais. É sempre bom ver como interagem com o público, quais os seus pontos fortes e fracos e como você pode melhorar para atrair e agradar mais seus fãs do que eles.

Porém, cuidado para não perder sua personalidade. Não se torne uma cópia da sua concorrência, mesmo que eles se saiam melhores quando fazem o gerenciamento de redes sociais. “Entre a cópia e o original, todos preferem o original”.

Aprenda com a concorrência e aprimore seus perfis nas redes sociais mantendo sempre seus valores, e sem perder sua identidade.

#6 Supervisione e acompanhe

Depois de analisar a concorrência, é preciso ver como o seu conteúdo está se saindo, com supervisão constante e acompanhamento do desempenho.

Não adianta só postar e não verificar os resultados, ou não saber o que as pessoas acharam das suas postagens, ficando no escuro quanto a sua performance.

Mensuração e análise é condição sine qua non (essencial) para o bom gerenciamento de redes sociais.

A maioria das redes sociais fornece ferramentas de estatística, gráficos de desempenho, análise de conteúdo e de publicações.

Com elas é possível saber o que as pessoas gostam no perfil de sua empresa, quais são as publicações com mais resultados, qual estilo de publicação tem mais alcance, quais tem mais comentários, etc.

Utilize essas ferramentas a seu favor e comece a melhorar seu conteúdo baseado na forma que seu público reage a ele.

Aumente o número de publicações nos formatos mais desejados, remova ou diminua os conteúdos menos “curtidos” e inove verificando novas possibilidades para colher melhores frutos no futuro.

#7 Seja consistente

Nada mais esquisito do que alguém que vive se contradizendo, não é mesmo? Se um amigo diz que gosta de rock clássico, mas no dia seguinte diz que não suporta o “Queen” nem por um segundo, certamente faria com que você não acreditasse mais nas coisas que ele diz.

A mesma coisa ocorre com a visão que o público tem da sua empresa. Quando um perfil de empresa é inconsistente, os visitantes ficam confusos e perdem totalmente a credibilidade no negócio.

É importante que sua empresa tenha valores, missão, objetivos e visão definidos e os siga também nas redes sociais. para não parecer que você tenta mudar para agradar a gregos e troianos.

Seja consistente também na frequência do seu conteúdo quando for planejar o gerenciamento de redes sociais. Deixar o público à deriva por semanas ou meses e depois postar conteúdo de forma repetitiva não cumprirá com a falta.

Tenha em mente que seus clientes contam com você também nesse sentido: seja consistente na frequência das postagens.

#8 Lide positivamente com interações negativas

Ter um perfil público inclui que tudo que aconteça nele seja público também, inclusive os comentários negativos que você pode receber de clientes insatisfeitos ou dos críticos de plantão.

Esses críticos podem ser fakes (perfis falsos criados para causar discórdia) ou de pessoas reais, insatisfeitas com um serviço ou produto.

De uma forma ou de outra, eles visitam seu perfil e querem que sua crítica chegue aos seus ouvidos e aos do seu público.

Você deve reagir a essas críticas com leveza, de forma educada e receptiva.

Se um comentário ruim tem muitas chances de dar uma repercussão negativa, uma resposta com descaso ou mal educada pode atingir proporções virais, propagando a imagem de que você e sua empresa não se importam com clientes nem com suas reclamações.

Uma dica é resolver o problema offline. Peça ao autor da crítica por dados como telefone ou endereço de e-mail para que você possa contatá-lo de uma forma mais particular.

#9 Ouça seu público

Um perfil nas redes sociais também é uma forma de aprendizado. Muitas críticas podem te fazer entender melhor seu público, te ensinando como melhorar seu negócio e superar a concorrência.

Ouça o que seu público tem a dizer e torne a interação recíproca. Busque saber o que seu público procura de informações sobre você, sua área de atuação ou como seu produto pode solucionar suas dores.

Além disso, investigue se como seu público obtém informações em seu perfil, e como mantê-lo cada vez mais informado sobre cada um desses aspectos.

#10 Utilize (bem) as hashtags

As hashtags (#) foram uma revolução para o sistema de buscas interno nas redes sociais, tornando mais fácil encontrar o que se procura e lançar campanhas de grandes proporções através só de algumas palavras.

Porém, utilizar hashtags corretamente não é só colocar o símbolo de “jogo da velha” antes de palavras, e principalmente #não #é #falar #assim.

Utilizar várias hashtags pode divergir as pesquisas e confundir seus fãs sobre qual utilizar, além de ser mais trabalhoso e, consequentemente, menos utilizado.

Para utilizar bem as hashtags, você precisa analisar sua campanha ou o que você pretende divulgar e produzir uma frase curta que passe uma mensagem, com uma boa escolha de palavras.

Por exemplo, se sua campanha é sobre promoções em pacotes de viagens, que tal utilizar #embarquenessaviagem? Convença seu público e visitantes a utilizá-las em certas situações, para divulgar sua marca ou campanha, realizando sorteios através de hashtags ou dando benefícios para quem a utilizar.

#11 Saiba usar as imagens

Há quem, diga que uma imagem vale mais do que mil palavras. Seguindo essa linha de raciocínio, uma foto ruim, mal-feita, confusa, desconexa, vale por mil palavras que não comunicam nada. 🙂

Utilize as imagens a seu favor durante o gerenciando de redes sociais: escolha bem as imagens para as publicações que sejam atrativas e combinem com o seu negócio. Essa dica vale tanto para redes sociais como para blog.

Um bom visual, além de chamar atenção do público, dará credibilidade à sua marca.

Gerenciamento de redes sociais de sucesso

Praticando essas 11 dicas simples no gerenciamento de redes sociais você terá um perfil de sucessopara conquistar leads, cativar seus clientes, criar um relacionamento com seu público e se tornar referência para outras empresas.

Como dizem por ai: é simples, mas não é fácil! Então, vamos revisá-las?

#1 Planeje seu conteúdo

#2 Conheça seu público alvo

#3 Seja pessoal

#4 Interaja com o público

#5 Conheça a concorrência

#6 Supervisione e acompanhe

#7 Seja consistente

#8 Lide positivamente com interações negativas

#9 Ouça seu público

#10 Utilize (bem) as hashtags

#11 Saiba usar as imagens

Agora é com você: mão na massa! 🙂

Boa sorte!

Alex Carnier
Alex Carnier
Empreendedor e estrategista de marketing. Acredita que com conhecimento e capacitação é possível fazer qualquer coisa. Nos últimos 10 anos vem ajudando empresas de diversos setores a fazer acontecer!