Novo logotipo do Google. O que você achou?
3 de setembro de 2015
Tendências do Inbound Marketing
Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo são tendência segundo IBM e CMO Club
5 de setembro de 2015
Mostrar tudo

Como fazer email marketing que gere negócios: o dossiê completo!

Como fazer email marketing

Se engana quem diz que os emails não tem mais função e quem prevê sua morte num futuro breve: os emails tem sido mais utilizados do que nunca.

Neste artigo, falaremos sobre como fazer email marketing da forma correta para gerar os melhores resultados.

 

Os números gigantescos do email marketing

Há duas vezes mais contas de email do que contas no Facebook no mundo todo e, segundo a empresa norte-americana VisibleGains, são enviados aproximadamente 188 bilhões de emails todos os dias, remetidos de mais de 3,5 bilhões de contas.

Mesmo com um número tão grande de usuários, ainda há quem desmereça esse recurso e não invista em email marketing, perdendo a oportunidade de atingir grandes quantidades de pessoas com um baixo custo de implementação, resultados a curto prazo e alta taxa de retorno sobre investimento.

Como fazer email marketing

O que é email marketing?

Email marketing é uma estratégia de marketing digital que consiste no disparo de conteúdos através de uma conta de email da empresa.

Esse conteúdo pode promover desde uma oferta de produto ou serviço, e-books, infográficos, campanhas e eventos, e para envio de newsletters (boletins informativos) e novidades para um bancos de contatos existente da empresa.

A estratégia de email marketing é baseada nos princípios da não interrupção, respeito de privacidade e assertividade.

É também uma das melhores formas de entrar e manter contato com clientes, fidelizar leads, manter negócios e lançar novas campanhas.

Para vermos o poder de uma estratégia de email marketing, selecionamos algumas estatísticas:

Estatísticas de provam a eficácia do Email Marketing

  • Email marketing é a ferramenta digital com maior retorno sobre investimento (ROI), com US$ 40,56 por dólar investido (Return Path, 2013);
  • 78% das empresas brasileiras utilizam atualmente o email marketing (ABEMD, 2011);
  • Clientes que recebem newsletter via email gastam 83% mais do que não cadastrados;
  • 35% das empresas usam o email marketing como sua principal ferramenta de marketing direto. 28% delas dizem que essa é a ferramenta com melhor desempenho e com maior facilidade de mensuração (Direct Partners, 2008).
  • Mais de 92% dos usuários possuem pelo menos uma conta de email e 72% deles conferem sua caixa de entrada pelo menos seis vezes ao dia;
  • O email marketing converte, em média, 2,53% para o varejo on-line, superando buscas orgânicas e pagas, além de ações em redes sociais (Serasa Experian no Fórum E-commerce Brasil 2012);
  • Mais de 70% das decisões de compra têm influência de emails promocionais;
  • Investimento em email marketing deve crescer para US $ 12 bilhões até 2016 (The Radicati Group Inc, 2014).

Como construir uma lista de emails

Construa sua própria lista de emails

Para começar a fazer email marketing, sua empresa precisa possuir uma lista de contatos. Porém, conseguir uma rica base de contatos pode ser uma tarefa difícil. Como persuadir os visitantes do seu site a fornecer seus e-mail de boa vontade?

Para ajudá-lo nisso, separamos uma lista de atitudes que você pode tomar para convencê-los:

 

Passo #1:
Ofereça algo relevante em troca

A forma mais persuasiva de convencer alguém a te enviar seu email pessoal é oferecer algo valioso em troca.

Utilizando uma landing page para suas ofertas, disponibilize ebooks, informativos, conteúdos exclusivos, brindes e promoções em troca do cadastro dos dados pessoais dos visitantes.

Lembre-se: a oportunidade deve ser tentadora e ser adequada ao momento de compra do cliente, nutrindo-o para avançar no funil de vendas.

( Saiba mais sobre Nutrição de Leads em nosso artigo O que é Nutrição de Leads? )

 

Passo #2:
Crie um relacionamento com os leads, e encante os que já são clientes

Sua lista de email deve ser conter tanto os leads como clientes. Mantenha um relacionamento através de diversas formas de abordagem, como um email agradecendo pela compra, pedindo feedback de produtos e serviços, propondo novas ofertas para quem já é cliente, fidelizando a relação.

Outra opção é, caso a pessoa tenha visitado seu site e não concluído uma compra, mandar um email oferecendo o produto novamente com desconto, sugerindo produtos parecidos que tenham sido recomendados.

Dessa forma, é possível aumentar o interesse por um contato comercial ou compra.

 

Passo #3:
Faça a manutenção constante da lista

É necessário realizar uma “faxina” em sua lista de emails constantemente. Isso irá remover emails inutilizados, falsos ou muito antigos.

Dessa forma, é possível ter uma visão mais clara sobre os efeitos e resultados das campanhas, evitando análises incorretas e possibilitando aprimoramento.

IMPORTANTE:

Não cometa o erro de comprar uma base de contatos, seja por empresas especializadas ou “listas pirateadas”, pois geralmente conta com emails desatualizados, inexistentes e milhares de pessoas que não tem interesse pelo que você está oferecendo, já que não procuraram por você diretamente, e sequer abrirão seus emails.

Falo sobre isso num artigo muito interessante sobre Como Atrair Clientes, na seção sobre Email Marketing.

Como fazer emails marketing corretamente

Como fazer Email Marketing: 7 dicas fundamentais

Agora que você entendeu os conceitos e já possui uma boa lista de emails, é hora de aprender como fazer email marketing da forma correta. Veja as 7 dicas básicas a seguir:

 

Dica #1: Tenha uma estratégia definida

Fazer email marketing não é só mandar emails em grande escala: você precisa ter um mínimo de estratégia para ser efetivo.

Qual será o seu objetivo dessa campanha? Será promover produtos e serviços, ou uma oferta indireta como artigos do blog, ebooks e eventos?

Defina uma estratégia sólida, e saiba quais são suas metas para poder analisar os resultados.

 

Dica #2: Segmente sua lista de emails

Em sua lista de emails há diversos tipos de pessoas, com interesses diferentes, estilos de vida diferentes, funções diferentes, e expectativas únicas em relação à sua empresa e seus produtos.

Então, nada melhor do que agrupar essas pessoas por interesse, características (idade, gênero, localidade, compras anteriores, poder aquisitivo, quantidade de funcionários, etc) ou qualquer outro fator que os relacionem em um grupo comum.

Isso fará com que as ofertas enviadas a eles que sejam realmente atraentes e aumentem as chances de sucesso da sua campanha.

 

Dica #3: Seja relevante

Para ter uma campanha de email marketing bem sucedida, você precisa oferecer no email conteúdo relevante para a pessoa que o recebe.

Antes de tudo, se coloque no lugar do público, e se pergunte quais benefícios e ofertas você gostaria de receber através deste canal.

Seu conteúdo deve convencer que sua empresa tem as melhores soluções para os leads, com chamadas claras para visitar seu site e conhecer mais sobre a oferta, persuadindo-os que você é a melhor opção de negócio.

Não se esqueça de utilizar uma linguagem mais pessoal e não escrever emails muito longos.

 

Dica #4: Crie um assunto irresistível para o email

Ao contrário do que muitos pensam, o título não deve ser a última estrutura a ser formulada e nem é a menos importante.

Ela é o fator decisivo entre uma campanha de sucesso ou fracasso, porque é o assunto que faz o destinatário abrir ou ignorar o seu email.

Use técnicas de persuasão para redigir o assunto e não menospreze sua importância. Use adjetivos, números, e instigue a curiosidade do usuário.

Lembre-se também de que o assunto não pode ser muito longo: deve possuir de 6 a 10 palavras apenas.

 

Dica #5: Utilize design responsivo e atrativo

O design dos emails já deixou de ser decoração há muito tempo (aliás, isso vale para qualquer peça de comunicação).

Um visual atraente pode manter a atenção do destinatário e convencê-lo a ler até o final do email, devendo ter boa legibilidade, limpeza e não dificultar a leitura.

Além disso, o design deve ser responsivo, ou seja, responder ao ambiente onde o email está sendo lido, seja em smartphones, tablets ou computadores.

Um email com design fixo dificulta a rolagem do texto, e será logo descartado pelo usuário.

 

Dica #6: Acrescente call-to-actions

Call-to-action, ou chamadas para ação, são botões ou links que redirecionam o leitor para uma landing page ou para seu próprio website.

É importante acrescentar call-to-actions aos seus emails para que o usuário saiba o que fazer com aquela informação, e aumente as taxas de conversão.

Coloque-os em destaque, e de forma atrativa para que o leitor sinta-se tentado a seguir o link. Aqui estão algumas dicas para posicionar suas call-to-actions:

  • Posicione uma chamada para ação em vários lugares no email, e com títulos diferentes;
  • Dê destaque aos call-to-actions com o uso de cores e contrastes, e separe-o dos outros elementos do corpo do email;
  • Ofertas de duração limitada ou “promoções únicas” dão a sensação de urgência e fazem com que o leitor tenha que escolher mais rapidamente, normalmente optando por clicar na oferta;

 

Dica #7: Analise e monitore cada uma das etapas

Não basta preparar uma campanha e enviar a milhares de emails: você precisa acompanhar os resultados, analisando taxas de abertura de email, taxas de clique e taxas de conversão.

Além disso, é necessário responder a emails de clientes e obter feedback sobre sua campanha.

Dessa forma, será possível saber quais campanhas estão indo bem e quais não estão, tornando possível realizar alterações e melhorias importantes para as próximas.

Por exemplo: se a taxa de abertura de uma campanha foi baixa, provavelmente a escolha do assunto não foi tão atraente quanto você esperava.

Erros comuns em email marketing

Como NÃO fazer Email Marketing: 5 erros comuns

Seguindo os passos acima, você já estará apto a realizar uma excelente campanha de email marketing, mas fique atento para não cometer os 5 erros mais comuns que prejudicam os resultados do seu investimento.

Listamos abaixo o que você NÃO deve fazer para ter uma campanha bem sucedida:

 

Erro #1
Utilizar um assunto chato e um remetente impessoal

Já ressaltamos a importância de um bom assunto, mas é bom destacar os efeitos de uma má escolha dele.

Especialistas dizem que levamos apenas meio segundo para formar uma primeira impressão completa sobre algo ou alguém, e isso não seria diferente com o assunto de um email. Sua taxa de abertura do email cai dramaticamente se o título não tiver appeal algum.

Em relação ao tipo de remetente (quem envia o email), pense no seguinte: as pessoas gostam de se relacionar com… Adivinhe… Com pessoas, claro!

Portanto crie um email pessoal, com seu nome (como fabiana@suaempresa.com) para disparar a campanha de email marketing. Isso humaniza o email, possibilitando lidar com seus leads de maneira pessoal, aumentando o engajamento e credibilidade da sua campanha.

Nunca utilize contas de emails impessoais como “marketing@suaempresa.com”, “newsletter@suaempresa.com.br” ou o pior de todos: “nao-responda@suaempresa.com”!!!

Esse tipo de remetente faz com que sejam automaticamente relacionados a propaganda e podem ser deletados mais facilmente.

Erro #2
Fazer emails que contenham apenas imagens

Muitas vezes, emails que só possuem imagens não podem ser visualizados, são bloqueados pelo próprio provedor por questões de segurança, e muitas vezes são filtrados automaticamente para a caixa de spam.

Faça o email em HTML, com muito texto e algumas imagens, tudo dentro de tabelas e com codificação simples.

Certifique-se também de fornecer uma versão apenas texto do conteúdo, garantindo a visibilidade da sua oferta em leitores de email que não aceitam imagens.

Erro #3
Disparar a campanha sem segmentar a lista de emails

Já falamos sobre isso nas 7 dicas. Então não cometa o erro de disparar a oferta para 100% da sua base.

Conteúdo genérico é desinteressante e irrelevante, e isso pode fazer com que haja muitos descadastros e marcações de spam (mesmo que não seja um).

 

Erro #4
Fornecer conteúdo irrelevante

Também falamos sobre conteúdo relevante nas 7 dicas acima. Como eu costumo dizer, nada mais chato do que pessoas que só falam de si: para empresas é a mesma coisa.

Se sua empresa utiliza email marketing só para enviar conteúdos que falem de si, de seus produtos, de seus eventos, de suas realizações, de como ela é fantástica, sem que isso tenha qualquer valor inicial para o lead, ele irá se descadastrar da sua lista no primeiro ou segundo disparo.

 

Erro (mortal) #5
Fazer spam

Spam é todo email disparado sem a autorização do destinatário.

O envio de spam, além de desagradável, é ilegal. Sua empresa fica conhecida como spammer (quem faz spam) mesmo se o produto que esteja oferecendo seja bom.

Além disso, seu email pode ser marcado como spam e você terá sérios problemas de entregabilidade perante os principais servidores, como o Google. Se for bloqueado por eles, não chegará às caixas de entrada dos seus leads.

Além disso, é importante (e obrigatório por lei) que exista a possibilidade do cliente cancelar a assinatura de sua campanha a qualquer momento.


Tipos de emails marketing

4 tipos campanhas de Email Marketing

Tipo #1: Newsletters

Também conhecidos como “boletins informativos”, é uma das formas de email marketing mais comuns.

Consiste na indicação de artigos do blog da empresa e resumos das ofertas mais recentes, não é focado na divulgação de uma oferta ou produto específico.

É importante para os leitores que ainda estão conhecendo a empresa e não estão interessados ainda na compra.

Vantagens: Reforça a marca, estabelece relacionamento “leve” com os leads que ainda não estão aquecidos, divulga outros canais da empresa (redes sociais, por exemplo) e aumenta o tráfego para o seu conteúdo.

Tipo #2: Emails promocionais

São focados na divulgação de um produto, serviço, oportunidade especial ou evento oferecido pela sua empresa.

Tem como objetivo a conversão e não apenas indicação de conteúdos. É mais eficaz para um público que já tem interesse no seu produto ou está num estágio avançado do funil de vendas. Lembre-se de segmentar sua lista para essa campanha.

Vantagens: Converte rapidamente leads em clientes, e é de fácil mensuração: basta ver quantos destinatários realizaram a compra e sua taxa de conversão.

Tipo #3: Emails transacionais

Emails transacionais são os emails enviados após o fechamento de negócio, como por exemplo email de confirmação de compra, emails de agradecimento, envio de brindes e cupons de compra.

Também podem oferecer ao cliente a oportunidade de feedback, dar review e seguir suas redes sociais.

Vantagens: Fornece o feedback das compras, e inicia de forma cordial o pós-venda. Também pode ser essencial para convencer clientes a seguí-lo em suas redes sociais.

Tipo #4: Email de Fluxos de Nutrição de Leads

Não é exatamente um tipo de email e sim de um processo automatizado que qualifica e segmenta seus leads para encaminhá-los a um produto ou serviço específico e, caso interessado, passa a receber conteúdos cada vez mais direcionados.

Temos um artigo falando só de Nutrição de Leads.

Um exemplo de nutrição de leads é o envio de materias gratuitos informativos sobre seus produtos.

Vantagens: Nutre e educa os leads aumentando as chances de vendas.

Conclusão

Neste artigo (que se tornou um verdadeiro dossiê) explicamos o que é e como fazer email marketing, evitando erros comuns e quais são os tipos principais de campanhas de email marketing. Vamos recapitular?

Como construir uma lista de emailsConstrua sua própria lista de emails

Passo #1 Ofereça algo relevante em troca
Passo #2 Crie um relacionamento
Passo #3 Faça a manutenção constante

 

Como fazer emails marketing corretamente

Como fazer e-mail marketing: 7 dicas fundamentais

Dica #1 Tenha uma estratégia definida
Dica#2 Segmente sua lista de emails
Dica#3 Seja relevante
Dica#4 Produza um assunto de email irresistível
Dica#5 Utilize design responsivo e atraente
Dica#6 Acrescente call-to-actions
Dica#7  Analise e monitore cada uma das etapas

 

Erros comuns em email marketingComo NÃO fazer email marketing: 5 erros comuns

Erro #1 Utilizar um assunto chato e um remetente impessoal
Erro#2 Fazer emails que contenham apenas imagens
Erro#3 Disparar a campanha sem segmentar a lista
Erro#4 Fornecer conteúdo irrelevante
Erro (mortal) #5 Fazer spam

 

Tipos de emails marketing4 tipos de campanhas de email marketing:

Tipo #1 Newsletters
Tipo#2 Emails promocionais
Tipo#3 Emails transacionais
Tipo#4 Emails de Nutrição de Leads

 

Com esse conteúdo você saberá como fazer email marketing com grandes resultados e retorno sobre investimento, além de ter em suas mãos uma valiosa lista de contatos permanentes para os quais poderá enviar promoções, divulgações de eventos e ofertas de produtos e serviços.

Sucesso, e até a próxima!

Alex Carnier
Alex Carnier
Empreendedor e estrategista de marketing. Acredita que com conhecimento e capacitação é possível fazer qualquer coisa. Nos últimos 10 anos vem ajudando empresas de diversos setores a fazer acontecer!